top of page

Dra. Angelita Habr Gama é primeira mulher no mundo a ganhar prestigiosa medalha na área de cirurgia



A medicina brasileira celebra mais um feito histórico com a consagração da Dra. Angelita Habr Gama, uma renomada cirurgiã paraense e membro honorária da AMP, que agora ostenta o título de primeira mulher no mundo a receber a prestigiosa Medalha Bigelow.


O reconhecimento, concedido pela ilustre Sociedade de Cirurgia de Boston, nos Estados Unidos, é um testemunho do brilhante percurso profissional da Dra. Angelita, que se destaca não apenas por suas habilidades cirúrgicas excepcionais, mas também por sua significativa contribuição para o progresso científico e o ensino da cirurgia.


Formada em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), a Dra. Angelita trilhou um caminho notável desde o início de sua carreira. Tornou-se professora emérita na FMUSP, onde compartilhou sua vasta experiência com as gerações futuras de médicos. Sua paixão pela medicina a levou a se envolver ativamente em diversas sociedades médicas, tornando-se uma figura respeitada em círculos acadêmicos e profissionais.


A Dra. Angelita também se destacou como uma cientista dedicada na pesquisa do tratamento do câncer colorretal, contribuindo significativamente para avanços nessa área crucial da medicina. Seus esforços incansáveis foram reconhecidos com inúmeros prêmios nacionais e internacionais, solidificando seu papel como líder e inovadora no campo médico.


Com uma carreira que abrange mais de seis décadas, a Dra. Angelita alcançou um feito inédito ao se tornar a primeira mulher a receber a Medalha Bigelow. Este prestigioso reconhecimento, criado pela Sociedade de Cirurgia de Boston, é reservado para cirurgiões que deixaram uma marca indelével no progresso científico e no ensino da cirurgia. A Dra. Angelita Habr Gama agora faz parte desse seleto grupo de honrados, consolidando seu lugar na história da medicina como uma verdadeira pioneira.


A Academia de Medicina do Pará tem a honra de contar com a Dra. Angelita como membro honorária, reconhecendo e celebrando não apenas suas realizações individuais, mas também seu papel inspirador para as futuras gerações de profissionais de saúde. Seu legado é um testemunho da excelência que as mulheres brasileiras continuam a trazer para o campo da medicina, e sua conquista da Medalha Bigelow é um marco não apenas para ela, mas para toda a comunidade médica global.

Parabéns à Dra. Angelita Habr Gama por mais esta conquista extraordinária!


Acesse uma matéria com uma entrevista completa e exclusiva de Dra Angelita, clicando aqui


Os Editores.

113 visualizações0 comentário
bottom of page